Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Conselho recomenda concessão de Confins e Galeão

Operador que disputar o leilão deverá comprovar experiência prévia no atendimento a 35 milhões de passageiros por ano em um único aeroporto

Por Da Redação 18 jan 2013, 08h49

O Conselho Nacional de Desestatização (CND) recomendou à presidente Dilma Rousseff a privatização dos aeroportos do Galeão, no Rio de Janeiro, e de Confins, em Minas Gerais.

A iniciativa faz parte do processo de concessão criado pelo Programa Nacional de Desestatização (PND).

De acordo com a resolução publicada nesta sexta-feira no Diário Oficial da União, o operador aeroportuário que disputar o leilão deverá comprovar experiência prévia no atendimento anual de, pelo menos, 35 milhões de passageiros em um único aeroporto.

Com esse requisito, o governo quer ser mais rígido nas concessões. Nos primeiros processos de concessão dos aeroportos de Guarulhos e Campinas, em São Paulo, e de Brasília, a exigência era de experiência mínima de movimentação de 5 milhões de passageiros por ano.

Leia também:

Dilma defende programa para aeroportos

Governo espera R$ 15 bi com concessão de aeroportos

BNDES aprova crédito de R$ 488 milhões para o Aeroporto de Brasília

Com reformas de Dilma, Brasil não é mais porto seguro

A resolução do CND esclarece que a Infraero deterá 49% das Sociedades de Propósito Específico que administrarão cada um dos aeroportos concedidos, podendo transferir até o limite de 5% para os funcionários, conforme anunciado no pacote de aeroportos, divulgado no fim do ano.

Continua após a publicidade

Ressalta também que a torre de controle não será concedida à exploração da iniciativa privada, permanecendo sob responsabilidade do poder público. “Constitui requisito de participação no leilão, além de outros previstos no edital, a participação societária equivalente a, no mínimo, 25% do consórcio licitante pelo operador portuário”, destaca a resolução.

(com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês