Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Confiança do setor de serviços é a menor desde novembro

A proporção de empresas prevendo aumento da demanda caiu de 49,7% para 44,5% entre outubro e novembro

A confiança do setor de serviços recuou pelo quarto mês seguido em novembro e atingiu o menor patamar desde janeiro, mostraram dados da Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta terça-feira, para quem o resultado confirma a “suave” desaceleração da atividade do setor. O Índice de Confiança de Serviços (ICS) recuou 0,6% ante outubro, para 128,9 pontos, patamar mais baixo desde os 128,2 pontos de janeiro. Com a quarta queda consecutiva, o índice acumula perda de 2,8% entre julho e novembro, cedendo 2,2% em novembro na comparação com o mesmo mês do ano passado. Segundo a FGV, a queda da confiança em novembro voltou a ser influenciada pelas perspectivas menos favoráveis em relação aos meses seguintes.

O Índice de Expectativas (IE-S) caiu 2,3%, para 138,4 pontos, menor nível desde dezembro de 2010. A queda no IE-S foi ditada principalmente pela fraca leitura do indicador de expectativas do empresariado sobre o nível de demanda para os próximos seis meses, que caiu 5,2%, para o menor patamar desde dezembro de 2010. A proporção de empresas prevendo aumento da demanda passou de 49,7% para 44,5% entre outubro e novembro, enquanto a parcela das que esperam queda aumentou de 6,3% para 8,6% do total. Já o Índice da Situação Atual (ISA-S) teve a terceira alta mensal consecutiva ao avançar 1,4%, para 119,5 pontos, parcialmente por influência sazonal. A coleta dos dados referentes a novembro ocorreu entre os dias 3 e 30 do mês passado, com 2.747 empresas consultadas.

(Com agência Reuters)