Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Confiança do setor de serviços cai mais uma vez e se aproxima de recorde negativo

Segundo FGV, o indicador registrou 100,7 pontos no mês passado, menor nível desde março de 2009

O Índice de Confiança de Serviços (ICS) recuou 3,2% na passagem de agosto para setembro, na série já com ajuste sazonal, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta quarta-feira. O indicador saiu de 104,0 pontos para 100,7 pontos no período. Com o resultado, o ICS atingiu o menor nível desde março de 2009 (100,4 pontos) e se manteve abaixo de sua média histórica, que é de 122,5 pontos. Em agosto, o índice já havia recuado 3,1%.

A piora do ICS foi determinada principalmente pela visão do setor sobre a situação atual do mercado, embora as expectativas para os próximos meses também tenham piorado. O Índice de Situação Atual (ISA-S) teve queda de 6,2%, para 82,0 pontos – o menor nível de toda a série, iniciada em junho de 2008 -, depois de avanço de 0,8% em agosto. Já o Índice de Expectativas (IE-S) caiu 1,0% em setembro, para 119,4 pontos, após queda de 5,7% na mesma base.

“A queda da confiança do Setor de Serviços no terceiro trimestre decorre principalmente de avaliações desfavoráveis sobre o contexto atual, embora as perspectivas para os próximos meses continuem pessimistas. Entre o segundo e o terceiro trimestres, o índice de confiança caiu 5,3%, com as avaliações sobre a situação atual recuando 10,2% e as expectativas cedendo 1,5%, reforçando os sinais de um cenário de baixo crescimento até o final do ano”, diz a FGV, em nota.

A coleta de dados para a edição de setembro da sondagem foi realizada entre os dias 02 e 26 deste mês e obteve informações de 2.055 empresas.

Leia mais:

Confiança do empresário decepciona pelo sexto mês seguido

Confiança do consumidor volta a subir em setembro

(Com Estadão Conteúdo)