Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Confiança da indústria cai 0,8% em novembro, diz FGV

A indústria ainda não conseguiu mostrar sinais consistentes de recuperação neste final de ano e empresariado não se mostra muito otimista

O Índice de Confiança da Indústria (ICI) recuou 0,8% em novembro em relação ao registrado no final do mês anterior, ao passar de 106,0 pontos para 105,2 pontos, informou a Fundação Getulio Vargas nesta terça-feira. Na prévia do mês, o indicador já havia indicado queda de 0,8% sobre outubro. De acordo com a FGV, o resultado decorreu principalmente da diminuição do otimismo para os próximos meses e de um ajuste nas previsões para a produção física no curto prazo.

O Índice da Situação Atual (ISA) recuou 0,6%, para 106,2 pontos. Já o Índice de Expectativas (IE) perdeu 1,0%, para 104,2 pontos. “A combinação dos resultados do ISA e do IE indicam alguma perda de fôlego no ritmo de recuperação da atividade industrial em relação aos meses anteriores”, disse a FGV.

Leia mais:

IBGE: produção industrial cai em 12 de 14 regiões do país

Emprego industrial recua 1,4% no ano, segundo IBGE

Indústria criativa tem salários acima da média nacional

Confiança – O indicador que avalia o grau de satisfação com a situação atual dos negócios foi o que mais contribuiu para a queda do ISA, com recuo de 1,2%, para 112,7 pontos. Houve aumento da parcela de empresas que consideram a situação atual fraca (de 11% para 12,8%) e leve alta da proporção das que consideram a situação como boa, passando de 25,1% para 25,5%.

Já o indicador de expectativas para a produção nos três meses seguintes teve o maior impacto sobre o IE no mês, com queda de 3,0 por cento em relação a outubro, passando a 126,9 pontos. A proporção de empresas que esperam aumentar a produção passou de 40,3% para 42,4%, enquanto a parcela das que esperam diminuí-la passou de 9,5% para 15,5%.

Capacidade – O Nível de Utilização da Capacidade Instalada (NUCI) alcançou 84% em novembro, menos do que visto em outubro (84,2%). A indústria ainda não conseguiu mostrar sinais consistentes de recuperação neste final de ano. Em setembro, a produção do setor recuou 1 por cento sobre o mês anterior, o pior resultado em oito meses.

Analistas consultados na pesquisa Focus do Banco Central estimam que a produção industrial registrará contração de 2,30% neste ano, recuperando-se para uma expansão de 4,2% em 2013.

(com agência Reuters)