Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Companhia petrolífera Total confirma que não recebe mais pagamentos da Síria

Por Da Redação 15 nov 2011, 14h37

Paris, 15 nov (EFE).- A companhia petrolífera francesa Total confirmou nesta terça-feira que já não recebe mais pagamentos da Síria pela produção de petróleo no país, informou à Efe um porta-voz da multinacional.

A companhia não adiantou quais passos serão tomados a partir de agora nem quando os pagamentos deixaram de ser efetuados.

A Total e a anglo-holandesa Shell são duas das principais empresas estrangeiras na Síria. Segundo o porta-voz, antes dos protestos começarem a produção de petróleo da companhia francesa no país era de 39 mil barris de hidrocarbonetos, dos quais 14 mil eram de petróleo.

A Total reconheceu que desde o final de setembro a produção no país desceu ‘ligeiramente’, mas não precisou os números atuais. Na semana passada, o jornal ‘Financial Times’ revelou que a Síria tinha deixado de pagar à Shell e à empresa francesa.

Em represália à repressão promovida pelo regime do presidente Bashar al-Assad contra a onda de protestos no país, a União Europeia impôs um embargo à importação do petróleo da Síria, EFE

mgr/dk

Continua após a publicidade
Publicidade