Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Companhia aérea espanhola Spanair encerra atividades

A companhia aérea espanhola Spanair, em grandes dificuldades financeiras, encerrou suas atividades, anunciou nesta sexta-feira o Ministério de Fomento espanhol, que exige que a companhia “cumpra suas obrigações com os passageiros”.

“O Ministério de Fomento informou a companhia Spanair S.A., após tornar público o encerramento de suas operações, que deve cumprir suas obrigações com os passageiros, tal como estabelece a legislação vigente, enquanto que pediu por escrito que comunique de forma imediata seus planos concretos de atuação”, afirmou em um comunicado.

“A companhia tem a obrigação de atender os usuários que podem se ver prejudicados por suas atuações e, concretamente, de garantir sua assistência, o reembolso do bilhete ou transporte alternativo, a prestação de informação e a compensação correspondente”, completou o Ministério.

Anteriormente, uma fonte aeroportuária informou à AFP que a companhia aérea tinha convocado nesta sexta-feira um conselho de administração, que podia decidir o encerramento das atividades e a suspensão dos voos. Um porta-voz da companhia aérea confirmou a realização da reunião.

Fundada em 1986, Spanair opera sobretudo voos domésticos na Espanha. Antiga filial da escandinava SAS, no início de 2008 passou para o controle de acionistas espanhóis, entre eles órgãos públicos da região da Catalunha.

A companhia se viu afetada em agosto de 2008 pelo acidente de um de seus aviões no aeroporto de Madrid-Barajas, que se acidentou ao decolar, deixando um balanço de 154 mortos. Este ano se viu obrigada a um plano de reestruturação que se traduziu na demissão de 1.100 de seus 4.000 funcionários.

Em janeiro de 2011, recebeu um empréstimo de emergência de 10,5 milhões de euros das autoridades autônomas catalãs.