Clique e assine a partir de 9,90/mês

Comissão Europeia confirma eurobônus em semanas

Por Da Redação - 14 set 2011, 09h06

Por Clarissa Mangueira

Bruxelas – O presidente da Comissão Europeia, José Manuel Barroso, afirmou hoje que a instituição irá apresentar nas próximas semanas opções para a introdução de bônus comuns para os 17 membros da zona do euro, acrescentando que algumas das propostas podem exigir uma mudança no Tratado de Lisboa. Ele também aumentou a pressão para que os países membros adotem reformas para conter a crise da dívida na região.

“Esta é uma luta sobre o que a Europa representa no mundo”, disse Barroso num discurso no Parlamento Europeu, em Strasbourg, na França. “Fazer planos não é suficiente”.

A adoção de um fundo de resgate maior e mais flexível da zona do euro, bem como um segundo pacote de ajuda para a Grécia, que foi acertado pelos líderes da zona do euro na reunião do dia 21 de julho, têm sido bloqueadas por vários interesses nacionais, afirmou Barroso.

Continua após a publicidade

Ele declarou que o atraso exacerbou a volatilidade nos mercados de bônus soberanos durante o verão e pediu que a ratificação do acordo do dia 21 de julho seja realizada até o final deste mês.

Ele acrescentou que os políticos nacionais deveriam estar fazendo mais para explicar os benefícios de seus países fazerem parte da zona do euro e que deveria haver um “espírito maior de parceria” entre as instituições europeias, Estados membros e os Parlamentos nacionais.

Barroso afirmou ainda que a Comissão Europeia apresentará nas próximas semanas uma nova legislação sobre insider trading, manipulação de mercado e um imposto sobre as transações financeiras. As informações são da Dow Jones.

Publicidade