Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Comércio tem o pior Natal em 12 anos, diz Serasa

Vendas do varejo brasileiro entre os dias 18 e 24 de dezembro caíram 6,4% em comparação com o mesmo período do ano passado

As vendas do varejo brasileiro na semana do Natal caíram 6,4% em comparação com período equivalente do ano passado, segundo a Serasa Experian. O desempenho foi o pior para a época desde a criação do indicador, em 2003. O índice considera o volume de consultas realizadas pelos estabelecimentos comerciais à base de dados Serasa entre os dias 18 e 24 de dezembro.

A Serasa considerou em nota que a inflação e o desemprego em alta, além de quedas da renda real e dos níveis de confiança dos consumidores, desestimularam o movimento dos consumidores nas lojas durante a data.

Já a Federação do Comércio do Estado de São Paulo (FecomercioSP) estima uma queda anual de 15% no período do Natal. Segundo a entidade, entre os dias 18 e 24 de dezembro, o comércio brasileiro teve faturamento de 50,55 bilhões de reais, contra 59,24 bilhões de reais um ano antes. Neste caso, o cálculo é baseado em uma amostra das consultas realizadas no banco de dados da Boa Vista SPC.

“O resultado apenas confirma o cenário já antecipado (…) Em termos de receita, o recuo representa uma perda de 8,7 bilhões de reais em relação a 2014”, informou a FecomercioSP.

“A inflação elevada, os juros altos e a piora no mercado de trabalho derrubaram a confiança do consumidor para o menor nível em 12 anos”, disse a FecomercioSP. “A menor confiança vem se traduzindo em um comportamento mais cauteloso por parte do consumidor, que compra menos e evita novas dívidas.”

Leia mais:

No Natal da crise, a popular 25 de Março está com menos povo

Em São Paulo, rua 25 de Março tem movimento fraco na véspera de Natal

(Com agências Estadão Conteúdo e Reuters)