Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Combustível de aviação começa o ano em alta, diz Iata

Associação de aviação afirma que querosene começa o ano pressionado, após queda nos preços em dezembro do ano passado

O preço do combustível de aviação apresentou uma pressão de alta neste início de ano. De acordo com a Associação Internacional do Transporte Aéreo (Iata, na sigla em inglês), o querosene subiu 5% em janeiro, voltando a ser negociado acima dos 130 dólares por barril, após ter passado por uma desaceleração em dezembro. Com isso, retomou a faixa superior de preços verificada nos últimos dois anos.

“O aumento da oferta de petróleo de países não-membros da Opep (Organização dos Países Exportadores de Petróleo) ajudou a estabilizar os preços no final de 2012. Mas isso foi contrabalançado pelo corte na produção de petróleo da Arábia Saudita em dezembro, levando ao aumento dos preços em janeiro”, comentou a entidade em comunicado nesta segunda-feira.

No ano passado, as companhias aéreas brasileiras sentiram bastante o efeito da alta do combustível. O forte aumento do preço do querosene de aviação – que corresponde a 43% dos custos de operação de uma aeronave – foi um dos principais fatores que dificultou melhores resultados das empresas. A Gol encerrou o quarto trimestre com lucro líquido de 54,3 milhões de reais, queda de 58,9% em relação a 2011, depois de acumular prejuízo de 1 bilhão de reais nos primeiro nove meses do ano.

Leia também:

Com menos assentos disponíveis, passagem barata está mais difícil

Passagem aérea dispara 13,62%, aponta Fipe

(com Estadão Conteúdo)