Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Com sobra de energia, Ampla concede descontos na tarifa

RIO DE JANEIRO, 9 Abr (Reuters) – Com sobra de energia, a Ampla, distribuidora de energia do grupo Endesa, vai conceder descontos de até 77 por cento em tarifas de clientes atendidos em média e alta tensão, durante o horário de pico, informou a empresa nesta segunda-feira.

A empresa lançou um produto, denominado Energia Adicional Temporária, voltada para clientes corporativos, em especial, indústrias, que projeta benefícios para até 2,6 mil clientes da empresa, com tarifa promocional entre 18 horas e 21 horas.

O produto foi lançado devido à disponibilidade de energia que a empresa possui no momento, motivada pelas temperaturas mais amenas registradas no último verão, e pelo desaquecimento do setor industrial.

Ao mesmo tempo, o desconto acontece momentos após os leilões de energia nova A-3 (para fornecimento em 2015) e A-5 (2017) serem adiados por conta de sobra de energia das distribuidoras. O leilão A-3 será no dia 28 de junho -aconteceria dia 22 de março passado- enquanto o A-5 será no dia 16 de agosto, ante a data inicial de 26 de abril.

Com prazo determinado, o desconto será concedido a empresas que consumam acima da média faturada nos últimos três meses. Caso o consumo exceda essa média, o desconto será aplicado numa faixa entre 29 e 77 por cento, dependendo da tarifa contratada.

No horário de ponta, as tarifas são mais elevadas para clientes de média e alta tensão, sendo que algumas empresas optam pelo uso de geradores durante esse período do dia, a fim de economizar nos gastos com eletricidade.

“O objetivo da Ampla é estimular que os seus clientes usem a energia fornecida pela distribuidora durante o horário de pico, ao invés de usarem geradores, que apresentam um custo maior de manutenção e devem ser utilizados somente em casos de emergência”, disse a empresa em comunicado.

A Ampla atende a 66 municípios do Estado do Rio de Janeiro, que correspondem a 73 por cento do Estado, incluindo as cidades de Niterói e São Gonçalo, na região metropolitana.

(Por Fábio Couto)