Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Com mudanças no Ministério da Economia, Ibovespa volta aos 119 mil pontos

Trocas de secretários na pasta de Guedes e instabilidade política com CPI da Covid contribuíram com a aversão ao risco

Por Luisa Purchio Atualizado em 28 abr 2021, 00h40 - Publicado em 27 abr 2021, 18h06

Após nova dança das cadeiras no governo e o primeiro dia da CPI da Covid no Senado, o Ibovespa amargou quedas e encerrou em baixa de 1%, a 119.388,37 pontos nesta terça-feira, 27. A perspectiva de novas instabilidades políticas devido à CPI se somaram a saídas no Ministério da Economia, que contribuíram com a aversão ao risco dos investidores. Neste contexto, o real se desvalorizou e o dólar comercial encerrou em alta de 0,23%, a 5,46 reais.

Nesta terça-feira, a reforma dentro do ministério de Guedes culminou com a saída do secretário especial da Fazenda, Waldery Rodrigues Júnior, desgastado após impasse no Orçamento de 2021. Além dele, Vanessa Canado, assessora especial que cuidava da reforma tributária está deixando o cargo. Desde o começo do governo, pelo menos, 12 integrantes da pasta já deixaram seus postos.

  • Quando considerado o volume de negociação, a Petrobras sofreu a maior queda nas ações preferenciais, de 2,36%, e encerrou a 23,10 reais. Na sequência, a Via Varejo encerrou em desvalorização de 5,37%, a 12,17 reais. Na esteira do super ciclo das commodities e dos bons resultados da empresa no primeiro trimestre, a Vale teve valorização de 1,31% e encerrou 109,74 reais.

    Publicidade