Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Com dados fracos nos EUA, dólar encerra a R$ 1,999

Depois da escalada que levou a moeda americana a ser cotada em R$ 2, o mercado sinaliza que encontrou nesse patamar um novo ponto de equilíbrio

O dólar à vista fechou nesta quinta-feira a 1,999 real no balcão (-0,10%), depois de ter encerrado a 2,001 reais (+0,05%) nesta quarta, o que mostra relativa tranquilidade ante as tensões no mercado externio. Na BM&F, o dólar pronto terminou o dia a 1,9972 real (-0,10%). Às 16h30, o contrato futuro de junho cotava a moeda norte-americana a 2,010 reais, em alta de 0,15%. Na clearing da BM&F, perto das 17 horas, o volume registrado no mercado à vista estava em 2,4 bilhões de dólares.

Depois da escalada que colocou o dólar em dois reais, o mercado sinaliza que encontrou nessa marca um novo ponto de equilíbrio para a taxa de câmbio. Pelo menos diante de um cenário externo que é ruim, mas onde ainda não se confirmou uma ruptura maior (uma saída da Grécia da zona do euro). Ainda assim, ao redor desse patamar, a volatilidade é forte e deve continuar, ao sabor de cada notícia.

As notícias que mais pesaram no mercado de moedas, no exterior e aqui, vieram dos Estados Unidos. Os indicadores macroeconômicos da maior economia do planeta foram considerados fracos, o que realimentou a discussão de um novo afrouxamento monetário por lá. Em consequência, diante da possibilidade de mais uma injeção de liquidez, o dólar perdeu força ante a maioria das moedas.

(com Agência Estado)