Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Cobrança é a principal queixa contra TV paga em 2012

No primeiro relatório da Anatel sobre TV por assinatura, SKY, Net e Claro TV aparecem na liderança das reclamações dos clientes

Por Da Redação 7 mar 2013, 14h50

No último trimestre de 2012, as operadoras de TV por assinatura GVT e SKY foram as únicas que apresentaram aumento no número de reclamações registradas na Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). As reclamações contra as demais empresas apresentaram tendência de diminuição nesse período, segundo a agência.

No acumulado do ano, as reclamações contra as empresas de TV paga estavam ligadas principalmente a cobrança (35,5%), cancelamento (19,1%) e reparo (12,7%). A maior parte das reclamações em 2012 foi direcionada à SKY (41,3%), seguida de Net Serviços (22,8%) e Claro TV (16,7%).

A Anatel divulgou, nesta quinta-feira, o primeiro relatório de acompanhamento dos planos de ação para melhoria da TV por assinatura. No ano passado, a Anatel exigiu das principais prestadoras do serviço no País – SKY, Net, Oi TV, GVT, Claro TV, Algar e Vivo TV – plano de ação para melhorar a qualidade dos serviços e reduzir a quantidade de reclamações em pelo menos 35,21% até dezembro de 2013. Ao todo, as empresas se comprometeram em fazer investimentos da ordem de 2,5 bilhões de reais em 2013 nas áreas de infraestrutura, comunicação e atendimento.

Leia também:

Oi é líder em reclamações do Procon em 2012

Débito não autorizado é reclamação nº 1 contra bancos

A meta da Anatel é que as operadoras tenham 0,65 reclamação por mil assinantes. Em dezembro de 2012, as operadoras Net e Vivo TV conseguiram atingir esse número. Segundo a agência reguladora, o cumprimento dos planos de ação apresentados pelas empresas está sendo acompanhado por meio de reuniões bimestrais com as operadoras, envio mensal de ofício às prestadoras com o desempenho, solicitação de informações a respeito do cumprimento das ações e elaboração de relatórios trimestrais com a evolução de cada empresa.

(Com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade

Publicidade