Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

CNI: Produção industrial terminou em queda em 2011

Rio de Janeiro, 24 jan (EFE).- A produção industrial brasileira, afetada pela baixa demanda, terminou o ano passado com uma ‘queda intensa’ que se manterá nos primeiros meses de 2012, segundo uma pesquisa publicada nesta terça-feira pela Confederação Nacional da Indústria (CNI).

Segundo o Índice de Utilização da Capacidade Instalada, a produção do setor retrocedeu ‘em um ano difícil’ dos 45,2 pontos de novembro para os 42,6 registrados em dezembro, um nível semelhante ao de 2009.

Uma pontuação superior a 50 indica crescimento da atividade, enquanto abaixo desse número constitui uma queda.

A CNI explicou que, apesar da diminuição da produção, a indústria terminou 2011 com um excesso de reservas dos produtos acabados que se manteve durante todo o ano.

A baixa demanda é o terceiro motivo de preocupação dos empresários, segundo o estudo, que também menciona como problemas a elevada carga tributária, a competição ‘exacerbada’ do mercado e a falta de mão de obra qualificada.

Segundo esta enquete, realizada em 1.797 empresas nacionais, as condições financeiras também pioraram e as dificuldades de acesso ao crédito diminuíram no ano passado.

A pesquisa consultou 961 pequenas empresas, 583 médias e 253 grandes entre os dias 2 e 18 de janeiro de 2012.

A CNI acrescentou que as perspectivas para o primeiro semestre de 2012 são melhores que as dos últimos meses do ano passado, mas são ‘menos otimistas’ que em outros inícios de ano.

Esta falta de otimismo afetará diretamente o emprego industrial que, segundo o estudo, pode esgotar-se nos próximos meses. EFE