Clique e assine a partir de 9,90/mês

CMN regulamenta prazo maior para crédito do PSI

Por Da Redação - 14 set 2011, 16h12

Por Eduardo Rodrigues

Brasília – O Conselho Monetário Nacional (CMN) regulamentou hoje, em reunião extraordinária, a ampliação em um ano do prazo para a contratação de financiamentos dentro do Programa de Sustentação do Investimento (PSI). Conforme havia sido definido no plano Brasil Maior, lançado pelo governo no início de agosto, agora ficou regulamentado que as empresas terão até o fim de dezembro de 2012 para tomarem os recursos.

O CMN também regulamentou a realocação dos recursos do PSI, passando R$ 2 bilhões para a linha oferecida pela Finep, que agora chega a R$ 3 bilhões. Com isso, as demais linhas do programa oferecidas pelo BNDES contarão com R$ 57,3 bilhões. Voltada para a inovação tecnológica, os financiamentos da Finep também passam a englobar processos inovadores e não somente a criação de novos produtos.

Também conforme as diretrizes do plano Brasil Maior, o CMN liberou mais R$ 6,7 bilhões para o Programa Revitaliza, de financiamentos do BNDES voltados para investimentos e exportações de setores afetados pela apreciação cambial. Além disso, a indústria de autopeças também passará a ser contemplada pelo programa, que já havia alcançado R$ 4 bilhões em financiamentos, a juros de 9% ao ano.

Publicidade