Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Clubes de futebol movimentam R$ 38 bi com transferências de jogadores

Cifras atingidas na temporada 2023/24 é a maior de toda a história do futebol; liga saudita impulsionou as transações

Por Pedro Gil 30 ago 2023, 16h12

A janela de transferências de jogadores atual já é a maior da história do futebol mundial. Somando compras e empréstimos realizados neste meio do ano, que simboliza a temporada 2023/24, já são mais de 38 bilhões de reais movimentados. O recorde anterior aconteceu justamente no período pré-pandemia, na temporada 2019/20, com 37,2 bilhões de reais em investimentos. “O valor total gasto com transferências de atletas, sem um imprevisto como o da pandemia, tende a crescer continuamente”, afirma Thiago Freitas, COO da Roc Nation Sports no Brasil.

Os números atuais foram inflados principalmente pela Liga Saudita, que nesta janela atingiu proporções parecidas com as principais competições do mundo e movimentou mais de 840 milhões de euros. “Trata-se de um dinheiro novo, um dinheiro que não existia até então, que não circulava no mercado futebol”, diz Eduardo Carlezzo, que é especialista em direito desportivo e sócio do Carlezzo Advogados.

A Premier League (Inglaterra), com mais de 2 bilhões de euros, ainda segue sendo a Liga que mais investiu, seguida pelo Calcio (Itália), com mais de 750 milhões de euros, Ligue 1 (França), com 686 milhões de euros, e Bundesliga (Alemanha), com 684 milhões euros. A La Liga (Espanha), com ‘apenas’ 395 mi de euros, é uma das únicas que segue abaixo nos valores investidos em relação à temporada passada.

As duas contratações mais caras desta temporada vieram justamente da Premier League: o volante Declan Rice, que deixou o West Ham para o Arsenal por 116,7 milhões de euros, e o também volante equatoriano Caicedo, que saiu do Brighton para o Chelsea por 116 milhões de euros. Envolvendo a Liga Árabe, o reforço mais caro foi justamente o atacante Neymar, que foi do PSG para o Al-Hilal por 90 milhões de euros. “Indiscutivelmente, quando eles colocam uma competitividade financeira, ninguém ganha, mas ainda é muito precoce dizer que será um concorrente direto da Europa, no sentido do jogo”, diz Sandro Orlandelli, Membro da UEFA Academy e especialista na identificação de talentos pela FA, a federação inglesa de futebol.

Entre os cinco clubes que mais gastaram nesta janela, três são ingleses: Chelsea, com 417,2 milhões de euros; Arsenal, com 235 milhões de euros, e Tottenham, com 193,5 milhões de euros. Os outros dois que aparecem no Top 5 são Al-Hilal, com 353 milhões de euros, e Paris Saint-Germain, com 209,6 milhões de euros.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.