Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Clima quente e seco prejudica qualidade de milho e soja dos EUA

Por Da Redação - 19 jun 2012, 16h01

CHICAGO, 19 Jun (Reuters) – Clima quente e seco tem prejudicado as plantações norte-americanas de milho e soja mais do que os analistas haviam previsto, mostrou o relatório mais recente do Departamento de Agricultura do Estados unidos (USDA) divulgado na noite de segunda-feira.

O relatório do USDA sobre o progresso das plantações reportou que, na semana passada, 63 por cento da safra do milho foram classificada com condição entre boa a excelente – abaixo da avaliação do órgão na semana anterior, de 66 por cento, e também abaixo da média estimada dos analistas, de 64 por cento.

Além disso, de acordo com o departamento de agricultura, a safra de soja estava se deteriorando.

Dados do governo norte-americano mostraram que 56 por cento da safra de soja foi classificada como boa a excelente até domingo, uma baixa de 4 pontos percentuais ante a semana anterior, e 2 pontos percentuais abaixo das estimativas dos analistas.

Publicidade

O clima quente e seco que atingiu as lavouras do sudeste e da região do Delta do país levou ao declínio das avaliações sobre a qualidade das culturas, e maiores deteriorações são esperadas essa semana, uma vez que o clima seco persiste nos Estados de Indiana, Ohio e Michigan, disseram os analistas.

“Muitas das lavouras ao sul não receberam as chuvas durante o fim de semana, e é esperada maior deterioração das culturas durante essa semana”, disse Shawn McCambridge, analista da Jefferies Bache.

O declínio das condições da safra do milho nos EUA foi refreado somente pelas chuvas que caíram nos Estados produtores do grão do norte e nordeste do país, como Illinois, Iowa, Minnesota, as Dakotas do Norte e do Sul, e Nebraska.

“Obviamente, os Estados a leste são os que deverão sofrer mais, e provavelmente um pouco do oeste também”, disse um trader.

Publicidade

O clima seco ainda deverá persistir nos Estados na parte sudeste do meio-oeste por mais 10 dias, o que deve prejudicar as lavouras de milho e soja, enquanto as chuvas que caíram no final da semana passada e que estão previstas para essa semana devem favorecer as colheitas em outros lugares, disse um meteorologista agrícola nesta segunda-feira.

“Ainda há falta de chuvas no sudeste. Isso inclui os Estados de Indiana Ohio, Michigan e boa parte da região do Delta”, disse John Dee, meteorologista da Global Weather Monitoring.

Chuvas benéficas para as culturas caíram no final da semana passada, e durante o final de semana em diversas importantes áreas produtoras do meio-oeste, inclusive naquelas afetadas pela seca em Illinois.

As chuvas dessa semana devem favorecer as áreas do noroeste e do meio-oeste, disse Kyle Tapley, meteorologista agrícola do serviço de previsão do tempo da MDA EarthSat Weather, mas as lavouras também terão que lidar com o calor previsto para o início dessa semana, com temperaturas alcançando 90 Fahrenheits ou mais (cerca de 37 graus celsius).

Publicidade

“Deixando 30 por cento do cinturão do milho seco, o clima está chamando a atenção”, disse Dan Cekander, analista da Newedge USA. “E a previsão para essas áreas é de clima bastante seco”.

(Reportagem de Sam Nelson)

Publicidade