Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Citada na Lava Jato, Eletrobras deve ser processada nos EUA

Ação será movida "em breve", diz Phillip Kim, representante da The Rosen Law Firm, escritório americano que defende os direitos de investidores

A Eletrobras deve ser alvo de processo de investidores nos Estados Unidos por perdas sofridas após o envolvimento da estatal em investigações da Operação Lava Jato. Segundo reportagem do jornal Folha de S. Paulo, a ação será movida “em breve”, diz Phillip Kim, representante da The Rosen Law Firm, escritório americano que defende os direitos de investidores.

A empresa tem papéis na Bolsa de Nova York e é obrigada a prestar informações detalhadas de suas contas. Em abril, a estatal disse que não publicaria seu balanço nos EUA devido ao envolvimento na Lava Jato. Após a notícia, os recibos de ações (BDRs) caíram 8,24% até o fim do mês, para 2,45 dólares por ação. O escritório que representa os investidores afirmou que pretende reaver essas perdas para os investidores interessados em participar do processo.

O atraso no anúncio dos números se deve à necessidade de uma auditoria interna após o depoimento à Justiça do ex-presidente da Camargo Corrêa Dalton Avancini. Ele afirmou ter ouvido que as empresas do consórcio de construção da usina Angra 3 pagaram propina ao almirante Othon Luiz Pinheiro da Silva, presidente da Eletronuclear, subsidiária da Eletrobras. Pinheiro da Silva nega as acusações.

Leia mais:

Eletrobrás passará por reestruturação completa, diz ministro

Agência rebaixa nota de crédito da Eletrobras

Eletrobras planeja venda fatiada de distribuidoras

A Eletrobras está prestes a trilhar o mesmo caminho da Petrobras, alvo principal da Lava Jato. Desde o final do ano passado. a petroleira já foi alvo de cinco ações coletivas de indenização nos EUA, além de ações individuais de fundos de investimento.

(Da redação)