Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Cielo acirra guerra dos meios de pagamento com celular que vira maquininha

Em ofensiva contra a Pag Seguro, maquininha que vira celular não terá cobrança de aluguel e será vendida por 12 parcelas de 89,90 reais

Em uma ofensiva inédita no setor de pagamentos, a Cielo anunciou nesta terça-feira, 18, o lançamento de um celular que se acopla a uma maquininha de cartão de crédito. A maquininha-telefone Cielo Lio+ será vendida pelo preço fixo de 12 parcelas de 89,80 reais.

Com esse equipamento, o pequeno empresário terá uma maquininha que funciona como celular e que ao mesmo tempo aceita pagamentos com cartão de crédito e débito. 

Como a concorrente Pag Seguro, a maquininha da Cielo não terá cobrança de aluguel. O público alvo, em um primeiro momento, são pequenos empreendedores e profissionais autônomos que não contam com maquininhas para receber pagamentos.

“A Lio+ tem infinitos usos, o mercado vai ajudar a identificar as possibilidades. Além dos profissionais que não contam com esse equipamento, ela pode funcionar em serviços de delivery ou grandes lojas que querem outros meios de pagamento”, afirmou Danilo Caffaro, vice-presidente de produtos, negócios, marketing e inovação da Cielo.

Números apresentados pela Cielo estimam em 26 milhões o total de empreendedores do país, sendo que 54% são conectados atualmente.

Para facilitar a venda da Lio+, o celular-maquininha será vendido também pelas operadoras Claro e TIM. O aparelho é fabricado pela Quantum, na Zona Franca de Manaus. O smartphone com tela de infinita de seis polegadas funciona com sistema operacional Android, aceita dois chips. tem desbloqueio pela digital, bateria de longa duração, câmera de 12 MP e memória de 16 GB expansível até 80 GB.

 

Cielo lança a LIO+, um celular e máquina de cartão no mesmo aparelho

Cielo lança a LIO+, um celular e máquina de cartão no mesmo aparelho (Cielo/Divulgação)