Clique e assine com até 92% de desconto

Chinesa Three Gorges fica com fatia na EDP por 2,69 bi de euros

Por Da Redação 22 dez 2011, 14h03

O Governo escolheu a China Three Gorges(CTG) para se tornar o maior acionista da Energias de Portugal (EDP), ao comprar os últimos 21,35% que o estado detém na empresa de energia elétrica portuguesa por 2,693 bilhões de euros, afirmou a Parpública, Sociedade Gestora de Participações Sociais (SGPS) de capitais exclusivamente públicos do governo português.

“A referida alienação será efetuada pelo preço global de 2,693 bilhões de euros, incorporando um prêmio de 53,6% em relação ao preço de mercado no dia 21 de dezembro”, anunciou a Parpública em comunicado.

Na corrida para esta última fase de privatização da EDP estava também a alemã E.ON e as brasileiras Eletrobras e Cemig.

A venda da participação abre um novo ciclo de privatizações em Portugal, previsto no acordo do resgate financeiro do país, de 78 bilhões de euros.

A EDP é o maior grupo industrial de Portugal e controla a Energias do Brasil e a quarta maior eólica do mundo, a EDPR, que está presente em oito mercados europeus, no Canadá e no Brasil. A empresa também é dona da norte-americana Horizon Wind Energy.

O estado português, que com a alienação dos 21,35% sai do capital da EDP, já pôs fim aos direitos especiais que tinha na empresa.

Outros acionistas da EDP incluem a espanhola Iberdrola com 6,8%, a CajAstur com 5% e o Grupo José de Mello com 4,82%. A argelina Sonatrach e a Qatar Holding detêm, cada uma, cerca de 2% da EDP.

(com Agência Estado)

Continua após a publicidade
Publicidade