Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

China vira mercado estratégico para carne e alimentos do Mercosul

Venda de carne brasileira aos chineses quadruplicou no ano passado, mas Brasil quer diversificar sua matriz de exportações

Por Da Redação 10 Maio 2013, 12h01

Os grandes exportadores de carne e alimentos do Mercosul vêem na China um mercado-chave para os seus produtos. A tendência pôde ser comprovada no Salão Internacional da Alimentação de Xangai (Sial China), maior feira mundial do setor e que aconteceu entre os dias 7 e 9 de maio. Apesar da notável ausência de países latino-americanos como Chile e México, neste ano o Mercosul registrou a maior presença registrada dos três grandes exportadores de carne do bloco: Brasil, Uruguai e Argentina.

Por causa dos recentes escândalos de segurança alimentar em países concorrentes, como a venda de carne de cavalo na Europa, o Brasil quadruplicou suas vendas de carne de máxima qualidade de 2011 para 2012. Apesar do desempenho, a matriz de alimentos brasileiros importada pela China não é muito diversificada: 80% das vendas são de soja. Além da carne, o Brasil está aumentando a comercialização de vinho, cachaça, sucos e mel. Marcelo Junqueira, diretor do Ministério da Agricultura, esteve presente no Salão de Xangai e ressaltou a competitividade do país no agronegócio, por “garantir a qualidade e a entrega dos produtos”. “Qualquer país que quiser ter segurança alimentar, não só quanto à inocuidade, mas no que se refere ao volume da oferta, necessita ter parceiros como o Brasil, que garantam sempre a provisão em qualquer situação”, disse ele. Mais de 50 empresas brasileiras participaram da feira. Quem também teve presença significativa foi o Uruguai, que enviou número semelhante de companhias. A Argentina, que também exporta carne para a China, foi o outro país do bloco que participou da feira. A próxima edição do Salão da Alimentação será sediada em São Paulo, em junho. Leia também: China descobre quadrilha que vendia carne falsificada

Escândalo da carne de cavalo afeta a imagem de todas as carnes, diz Abiec

Exportação de carne é afetada por caos nos portos

(com EFE)

Continua após a publicidade
Publicidade