Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

China tem permitido maior valorização do yuan, diz FMI

Segundo relatório, a China precisa prosseguir com a valorização de sua moeda para transformar seu modelo de crescimento

O Fundo Monetário Internacional (FMI) divulgou um relatório nesta quarta-feira no qual afirma que a China está permitindo que o yuan se valorize em um ritmo mais rápido do que o observado anteriormente. A instituição, no entanto, acredita que o país precisa continuar a impulsionar o valor da sua moeda para que ela atinja níveis que reflitam os fundamentos do mercado.

“As autoridades chinesas precisam continuar a permitir que seu câmbio se valorize, para chegar mais perto de um equilíbrio, além de avançar com a reforma do setor financeiro”, diz o fundo no documento enviado ao G-20. Pra ao FMI, esses dois elementos são ingredientes “essenciais” para a transformação do modelo de crescimento econômico da China.

Segundo o relatório, a China permitiu que o yuan se valorizasse a uma taxa anualizada de 19% nos últimos três meses, levando em conta a inflação. A valorização em 2011 ficou em 8%.

Desequilíbrios comerciais – Na última terça-feira, o FMI havia afirmado, no seu relatório Previsão Econômica Global, que os desequilíbrios comercias da China permanecem “apreciáveis”. O Fundo espera que o superávit comercial do país aumente para 5,6% neste ano, de 5,4% em 2011.

(com Agência Estado)