Clique e assine a partir de 9,90/mês

China surpreende e cresce 7,8% no terceiro trimestre

É o primeiro aumento de ritmo do crescimento do PIB chinês em três trimestres

Por Da Redação - 18 out 2013, 05h39

O Produto Interno Bruto (PIB) da China cresceu 7,8% no terceiro trimestre deste ano, em relação a igual período de 2012, e chegou a 38,67 trilhões de iuanes (cerca de 13,8 trilhões de reais) segundo os números oficiais divulgados nesta sexta-feira. É o primeiro aumento do ritmo de crescimento do PIB chinês em três trimestres. No trimestre anterior, o crescimento tinha sido de 7,5%.

Com o desempenho de julho a setembro anunciado nesta sexta, no acumulado dos nove primeiros meses do ano o PIB chinês cresceu 7,7%, acima da meta estabelecida pelo governo para 2013, de 7,5%. Em discurso na cúpula do Fórum de Cooperação Econômica Ásia Pacífico (Apec) na semana passada, o presidente da China, Xi Jinping, afirmou que um crescimento de 7% é suficiente para se atingir a meta de dobrar o Produto Interno Bruto e as receitas per capita para 2020.

Leia também:

BC da China prevê crescimento acima de 7,5%​

China abre zona experimental de livre-comércio de Xangai

Continua após a publicidade

No entanto, ele reconheceu que os desafios enfrentados pela economia de seu país – que incluem uma queda na demanda externa, um excesso de capacidade de produção e o endividamento dos governos locais – são “especialmente difíceis”.

Investimento – Segundo o Conselho de Estado (o Legislativo chinês), o investimento em ativos nos primeiros nove meses do ano foi de 30,92 trilhões de iuanes (11 trilhões de reais), o que representa um crescimento anualizado de 20,2%. Já o investimento em ativos imobiliários foi de 6,11 trilhões de iuanes (2,1 bilhões de reais), um crescimento anualizado de 19,7%.

As vendas no varejo nos três primeiros trimestres de 2013 cresceram 12,9% na comparação com o mesmo período do ano anterior. A produção industrial aumentou 10,2% em setembro, ligeiramente abaixo dos 10,4% registrados em agosto.

Estes dados chegam após a Agência Nacional de Estatísticas da China ter revelado, na última segunda-feira, que em setembro o índice de preços ao consumidor cresceu 3,1% em um ano. No sábado, foi divulgado que as exportações chinesas caíram 0,3% nesse mesmo mês.

(Com agência EFE)

Continua após a publicidade
Publicidade