Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

China diz que está aberta a participar de reforma do FMI

Por Da Redação 10 nov 2011, 10h30

Por Álvaro Campos

Pequim – O primeiro-ministro da China, Wen Jiabao, disse para a diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde, que o país está aberto a participar e incentivar a reforma da instituição, segundo noticiado pela emissora estatal de televisão.

Wen disse que a China quer ajudar o FMI a melhorar sua capacidade de resgate durante períodos de crise e também de supervisão macroeconômica. Em uma reunião com Lagarde ontem, o premiê afirmou que a crise da dívida soberana na zona do euro é um sério desafio para a recuperação da economia global, prometendo suporte para a União Europeia e o Banco Central Europeu (BCE).

Separadamente, o vice-presidente chinês, Xi Jinping, disse para Lagarde que a China apoia o FMI nos seus esforços para lidar com a crise na zona do euro e também cobrou uma reforma do fundo, para melhorar o gerenciamento global de crises. Já Lagarde disse a Xi que o FMI “está trabalhando com os países para implementar o plano do G-20 sobre a reforma do Fundo”. As informações são da Dow Jones.

Continua após a publicidade
Publicidade