Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Cervejaria usa condenação de Lula para fazer provocação

Cervejaria criou polêmica no começo do ano quando ironizou as restrições do regime de prisão domiciliar de Adriana Anselmo, ex-primeira-dama do Rio

Por Da redação Atualizado em 13 jul 2017, 13h24 - Publicado em 12 jul 2017, 18h24

A cervejaria artesanal Rio Carioca pegou carona mais uma vez no cenário político para promover a marca. Numa única semana, a cervejaria provocou o presidente Michel Temer e o ex-presidente Lula, além de ironizar o apagão no Senado.

Na terça-feira, o alvo das provocações foi o presidente Temer. “Presidente, melhor beber na varanda porque a casa caiu”, em uma referência à denúncia por corrupção contra o presidente.

O mote da postagem da cervejaria nesta quarta-feira foi a condenação do ex-presidente Lula. “Depois que a casa caiu, a varanda está ficando pequena. Bem-vindo, ex-presidente.”

  • Ontem, quando um grupo de senadoras ocupou a Mesa Diretora do Senado em protesto conta a reforma trabalhista, a cervejaria também se aproveitou da situação. “Senadores, meu voto é por abrir uma Rio Carioca à luz de velas”.

    A cervejaria criou polêmica no começo do ano quando publicou anúncio se referindo à decisão de mandar Adriana Anselmo, ex-primeira-dama do Rio, para prisão domiciliar.

    Continua após a publicidade

    Alguns internautas criticaram a propaganda da empresa, classificando-a de oportunista.

     

     

    Continua após a publicidade
    Publicidade