Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Centauro fecha parceria para vender produtos pelo site da Americanas

Na estreia da plataforma conjunta, empresas oferecem frete grátis para todo país sem valor mínimo de compra

Por da Redação - Atualizado em 29 out 2019, 11h34 - Publicado em 29 out 2019, 11h12

A B2W, dona dos sites Americanas.com, Submarino e Shoptime, fechou uma parceria com a Centauro para comercializar produtos esportivos vendidos pela varejista dentro do site da Americanas.com.

A partir de desta terça-feira, 29, os produtos da Centauro passam a aparecer na busca da Americanas. Ao clicar, o cliente será redirecionado para o site Centauro by Americanas.com. O consumidor poderá comprar os artigos na plataforma da Americanas e retirar nas lojas físicas da Centauro. E para os endereços próximos das lojas físicas, haverá a opção de entrega expressa. Trocas também poderão ser feitos nas lojas da Centauro. Para o início da parceria, o site oferece frete grátis sem valor mínimo de compra.

As empresas não deram detalhes financeiros do acordo. A B2W afirma que a parceria faz parte da estratégia de permitir ao cliente encontrar vários artigos diferentes em um único lugar, chamado de one-stop-shop. Já a Centauro disse em comunicado ao mercado que a parceria “objetiva expandir os negócios online no universo do esporte, além de inovar o modelo tradicional de marketplace”. O e-commerce da marca continua ativo, mas a parceria com a Americanas.com visa os  15 milhões de clientes ativos nos sites da parceira.

Segundo a Centauro, a empresa tem apresentado um crescimento contínuo no digital, com resultados diretamente relacionados à estratégia multicanal. As vendas via modalidades omnichannel (integração de vendas de canais físicos e online) atingiram 72,1 milhões de reais no segundo trimestre de 2019 (alta de 87,1% na comparação ano a ano) e já representam 54,9% das vendas do e-commerce.

Publicidade

Não é a primeira empreitada da Centauro no comércio online. Neste ano, a empresa disputou com o Magazine Luiza a compra da Netshoes, e-commerce esportivo, em junho. O conselho da Netshoes, entretanto, preferiu a oferta da Magalu, após recomendação do conselho. O negócio foi fechado por 115 milhões de dólares, oferta menor que do Grupo SBF, da Centauro, que ofereceu 127 milhões de dólares.

 

Publicidade