Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Casais vão presentear com roupas ou jantares no Dia dos Namorados

Os brasileiros devem desembolsar menos para agradar o companheiro neste ano - o preço médio do presente será de 197 reais, recuo de 4,4%

A maioria das pessoas vai presentear o parceiro com roupas, perfumes ou jantares românticos no Dia dos Namorados. A disposição para a compra torna a data uma das mais significativas para o comércio – atrás apenas do Natal e Dia das Mães. Ainda assim, os brasileiros devem desembolsar menos para agradar o companheiro neste ano, segundo pesquisa da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP). O preço médio do presente será de 197 reais, recuo de 4,4% em relação ao ano passado.

De acordo com a pesquisa, itens de vestuário, calçados e acessórios são os preferidos na hora da compra (38%). Perfumes e cosméticos aparecem na sequência, com 14% das menções. Outros 5% declararam que vão comprar joias e bijuterias, enquanto 4% devem comemorar a data com um jantar romântico.

Ainda assim, o desejo de quem vai receber o presente é outro, de acordo com a pesquisa Hábitos de Consumo da Boa Vista SCPC. Caso pudessem escolher, 23% dos entrevistados afirmam que gostariam de ganhar uma viagem romântica. Outros passeios e atividades de lazer foi a segunda opção mais citada (16%). Smartphones e itens de vestuário aparecem na terceira colocação, empatadas com 13% das menções.

Neste ano, menos consumidores devem presentear o companheiro durante a data comemorativa, de acordo com a Fecomercio. Apenas 59% pretendem comprar algo – redução de sete pontos percentuais em relação ao ano passado. Os homens devem gastar mais do que as mulheres durante a compra. O valor médio gasto deles será de 207 reais – enquanto elas querem desembolsar 184 reais.

De acordo com a Fecomercio, o comportamento cauteloso do consumidor é motivado pelas incertezas nos cenários político e econômico. A maioria dos consumidores que não presentearão (52%) afirma estar sem condições financeiras ou endividada. Outros 25% disseram que não costumam presentear em datas comemorativas.

A maioria dos consumidores pretende pagar a compra à vista (75%). O cartão de crédito deve ser utilizado por 24%. “O consumidor declara ter a intenção de pagar à vista, mas, na hora da compra, acaba optando pelo cartão de crédito, com a opção de parcelar”, ressaltou a Fecomercio em nota.