Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Carta do G-20 pede para zona do euro confrontar crise

Por Álvaro Gouveia e Gabriel Bueno

Londres – Os governos e instituições da zona do euro precisam agir rapidamente para resolver a crise da dívida soberana e evitar que a economia global seja contagiada, afirmaram hoje os líderes de seis países do G-20, em uma carta conjunta.

“A zona do euro precisa olhar para todas as opções possíveis para garantir uma estabilidade de longo prazo para a segunda maior moeda internacional”, diz a carta escrita pelos líderes de Reino Unido, Austrália, Canadá, Indonésia, México e Coreia do Sul.

A carta afirma que o acordo da zona do euro de 21 de julho, que entre outras medidas amplia os poderes da linha de ajuda financeira da zona do euro, enquanto dá mais ajuda financeira à Grécia, era um importante primeiro passo.

“Os países do euro agora precisam ratificar esse acordo o mais breve possível, além de implementar reformas para lidar com déficits excessivos, aumentando a competitividade econômica e agindo agora para fortalecer os sistemas bancários”, afirmaram os líderes.

A carta de hoje é uma resposta a um comunicado divulgado ontem pelo presidente da França, Nicolas Sarkozy. Em seu texto, Sarkozy pedia uma ação global coordenada para fortalecer o crescimento, porém colocava a maior parte do ônus para essa retomada sobre as economias em desenvolvimento. As informações são da Dow Jones.