Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Carrefour chama de enganoso comunicado do Casino sobre proposta de fusão

Carrefour ameaça processar Casino pelo comunicado divulgado no fim de semana sobre proposta de fusão entre redes varejistas

Por Redação Atualizado em 24 set 2018, 14h26 - Publicado em 24 set 2018, 12h56

O Carrefour negou ter feito proposta de fusão ao grupo varejista Casino, dono do Pão de Açúcar. Em comunicado ao mercado, o vice-presidente de finanças do Carrefour Brasil, Sébastien Durchon, diz que o grupo não fez nenhuma proposta de fusão ao varejista rival.

“O Carrefour nega ter feito qualquer solicitação ao Casino e está surpreso que seu conselho de administração teria analisado uma proposta de fusão que não existe” afirma Durchon.

Em uma crítica direta ao Casino, o Carrefour chama a proposta de enganosa e sem fundamento, fruto do momento difícil que a dona do Pão de Açúcar enfrenta. “As dificuldades enfrentadas pelo Casino e por seu acionista controlador não justificam a divulgação de comunicados inoportunos, enganosos e sem fundamento.”

No comunicado ao mercado, o Carrefour ameaça processar o Casino pelo comunicado do fim de semana. “O Carrefour permanece focado na implementação do Plano de Transformação 2022, e está avaliando as opções jurídicas para impedir tais insinuações inaceitáveis.”

Procurado, o Casino ainda não comentou o comunicado do Carrefour. No fim de semana, afirmou que a proposta do Carrefour ocorria em um momento em que as ações do Casino vinham sendo pressionadas por um “movimento especulativo coordenado de escala inédita” nos últimos meses.

A união dos grupos já havia sido sugerida em 2011 pelo empresário brasileiro Abilio Diniz, que na época era presidente do conselho de administração do Grupo Pão de Açúcar, que tinha o Casino como sócio – na época, a empresa da França negou com firmeza a proposta. Diniz vendeu o Pão de Açúcar ao Casino em 2013 e virou membro do conselho de administração do Carrefour.

Continua após a publicidade

Publicidade