Clique e assine a partir de 9,90/mês

Carne Fraca: governo determina recall de carne de 3 frigoríficos

Empresas Souza Ramos, Transmeat e Peccin são investigadas pela operação deflagrada pela Polícia Federal

Por Da redação - Atualizado em 24 mar 2017, 17h16 - Publicado em 24 mar 2017, 15h27

A Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon) determinou que os frigoríficos Souza Ramos, Transmeat e Peccin iniciem no prazo de cinco dias um recall de todas as carnes vendidas no mercado interno. Os três frigoríficos são investigados pela Operação Carne Fraca, da Polícia Federal, que apura um esquema de corrupção envolvendo fiscais e empresários.

“Todos os produtos com origem naqueles estabelecimentos [Souza Ramos, Transmeat e Peccin] devem ser recolhidos, com o devido reembolso ao consumidor, daquilo que for por ele restituído aos pontos de venda”, diz a Senacon.

Auditoria do Ministério da Agricultura constatou, segundo a Senacon, que o frigorífico Souza Ramos, em Colombo (PR), “não detém controle dos processos relacionados a formulação e rastreabilidade de seus produtos não garantindo a inocuidade dos produtos elaborados, fato que levou a interdição da mesma”.

Em relação à Transmeat, em Balsa Nova (PR), o ministério informou à Senacon que “o estabelecimento não detém controle dos processos relacionados à rastreabilidade dos produtos”.

Continua após a publicidade

Sobre a Peccin, em Curitiba (PR), o ministério informou para a Senacon que há a “suspeita de risco à saúde pública ou adulteração”.

Procurado, o representante da Souza Ramos e Transmeat informou que ainda não tinha sido notificado e precisava se informar para emitir um posicionamento. O representante da Peccin não foi localizado.

“Temos nos manifestado, desde o primeiro momento, que o consumidor que tiver adquirido carnes produzidas ou comercializadas pelas empresas investigadas deve procurar os canais da própria empresa para obter informação clara e precisa sobre a qualidade e a segurança desses produtos e, caso não consiga atendimento adequado ou permaneça com dúvidas, o consumidor deve procurar o órgão de defesa do consumidor mais próximo para orientação sobre como proceder ou para realizar sua denúncia ou reclamação”, diz a Senacon.

Cuidados

A secretaria também faz algumas recomendações em relação ao consumo de carne:

Continua após a publicidade

– Quanto às aves cruas, manter congeladas ou refrigeradas e separadas dos outros alimentos. Cozinhar, assar ou fritar completamente antes do consumo;

– Quanto às carnes bovina e suína, o consumidor deve optar por aquelas que possuam selos de qualidade. Além disso, deve ficar atento aos aspectos da carne, especialmente  a cor e o odor. Se a carne estiver com aspecto mais escuro ou esverdeado, o consumo deve ser evitado.

Publicidade