Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Carne Fraca: Jamaica encerra restrição a produtos brasileiros

Ministro jamaicano diz que inspeção feita por funcionários do país caribenho em empresas brasileiras foi satisfatória

Por Da redação 6 abr 2017, 11h41

O governo da Jamaica anunciou na quarta feira o fim da suspensão à compra de carne brasileira. O país era um dos que impuseram restrições após a deflagração da Operação Carne Fraca, da Polícia Federal, que investiga se fiscais do governo cometeram fraude em inspeções a frigoríficos.

  • No total, mais de trinta países adotaram alguma medida contra a carne brasileira. O governo do país caribenho chegou a impedir a venda dos produtos no mercado local, mas agora considera que não há risco à saúde.

    O comunicado foi feito pelo ministro da Indústria, Comércio, Agricultura e Pesca da Jamaica, Hon Karl Samuda. Ele disse que funcionários do órgão e do ministério da Saúde jamaicanos não encontraram problemas durante visita de inspeção em empresas que vendem carne enlatada ao país, ocorrida entre março e abril. “O grupo está convencido que a produção de carne enlatada nas empresas relevantes é feita com alto nível de sanitização e práticas de higiene, e acompanha os padrões mínimos internacionais”, disse Samuda.

    O ministro também afirmou que as autoridades brasileiras demonstraram sistema de controles eficientes e garantias para os produtos importados pela Jamaica.

    Com a medida, segundo o governo jamaicano, a carne enlatada no país que estava retida será liberada à venda e ao consumo, e as cargas já em rota ao país serão liberadas.

    Continua após a publicidade
    Publicidade