Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Cargill processa ex-funcionário contratado pela JBS por roubo de dados

Jason Kuan baixou arquivos confidenciais da Cargill Case Ready para disco rígido externo. Kuan assumirá unidade da JBS

Por Da Redação 25 ago 2014, 12h14

A multinacional Cargill, considerada a maior empresa de capital fechado do mundo, entrou na Justiça contra seu ex- funcionário Jason Kuan, acusando-o de roubar informações secretas de mercado antes de começar a trabalhar na rival brasileira JBS. O processo foi aberto na quinta-feira na corte distrital do Colorado, nos Estados Unidos.

Kuan trabalhava na Cargill Case Ready, negócio relacionado ao processamento e embalagem de carne para o varejo, e, após 20 anos na companhia, pediu demissão em 1º de agosto sem aviso prévio. O funcionário foi contratado no início de agosto pela JBS, maior processadora de carnes do mundo. A Cargill achou suspeita a demissão de Kuan e conduziu uma análise forense no laptop do funcionário, que era de propriedade da empresa. A análise mostrou que ele “baixou centenas de arquivos altamente confidenciais e de propriedade da Cargill Case Ready para um disco rígido externo”, que não foi devolvido.

Leia também:

Cade aprova arrendamento de três frigoríficos pela JBS

JBS compra setor de aves da Tyson Foods no Brasil e México por US$ 575 mi

“Kuan irá, inevitavelmente, revelar e usar informações valiosas da Cargill no decorrer de suas atividades na JBS porque ele está desenvolvendo um negócio de carnes Case Ready para a JBS; este é o mesmo setor e o mesmo tipo de cargo que Kuan teve por muitos anos na Cargill”, disse a empresa. Representantes da Cargill não foram encontrados para comentar o caso durante o fim de semana. Procurada no Brasil, a JBS não respondeu imediatamente.

(Com agência Reuters)

Continua após a publicidade
Publicidade