Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Captação líquida da poupança cai 66% em 2014

O saldo líquido da caderneta ficou em 24,03 bilhões de reais em 2014, o pior resultado anual desde 2011

A caderneta de poupança encerrou 2014 com uma captação líquida (diferença entre depósitos e saques) de 24,03 bilhões de reais. Trata-se do pior resultado anual desde 2011 e mostra uma queda de 66% em relação a 2013, quando o resultado alcançou 71,05 bilhões de reais.

O resultado de dezembro, que ficou em 5,42 bilhões de reais, também é o pior para o mês desde 2011, quando somou 3,590 bilhões reais. Em dezembro de 2013, a captação foi de 11,2 bilhões de reais. Segundo o Banco Central, o resultado positivo de dezembro foi impulsionado pelo pagamento do 13º salário.

Leia também:

Fluxo cambial tem saldo negativo de US$ 9,28 bi em 2014

Pedidos de falência caem 5,5% em 2014, diz Serasa

Balança comercial fecha o ano com o pior resultado desde 1998

Os depósitos no mês passado somaram pouco mais de 179,304 bilhões de reais, enquanto os saques totalizaram quase 173,876 bilhões de reais. Incluindo pouco mais de 3,572 bilhões de reais de rendimentos, o saldo total da poupança chegou a 662,727 bilhões de reais em dezembro.

Apesar de ter mostrado enfraquecimento ao longo do segundo semestre, a aplicação ainda segue como importante investimento entre os brasileiros. Desde maio de 2012, há mudanças nas regras de remuneração da aplicação. Pela nova forma, sempre que a taxa básica de juros, a Selic, for igual ou menor que 8,5% ao ano o rendimento passa a ser 70% da Selic mais a Taxa Referencial (TR).

Já quando os juros estão acima de 8,5%, passa a valer a regra antiga de remuneração fixa de 0,5% ao mês mais TR. Atualmente, a taxa básica está em 11,75% ao ano.

(Com Estadão Conteúdo)