Clique e assine a partir de 9,90/mês

Captação da poupança é recorde para julho e para o ano

No mês, depósitos superaram saques em 9,331 bilhões de reais; no acumulado do ano, é recorde de 37,6 bilhões de reais

Por Da Redação - 6 ago 2013, 16h23

A caderneta de poupança registrou captação líquida positiva de 9,331 bilhões de reais no mês de julho, segundo dados divulgados pelo Banco Central (BC), nesta terça-feira. Os depósitos somaram 130,845 bilhões de reais e os saques, 121,513 bilhões de reais. O volume de ingresso líquido na poupança em julho ficou acima do verificado em igual mês do ano passado, quando somou 8,252 bilhões de reais. Com isso, passa a ser o maior para o mês de julho e a segunda maior da história, de acordo com a série histórica do BC, iniciada em 1995.

Em junho de 2013, o saldo da poupança ficou em 9,451 bilhões de reais, o maior volume mensal já registrado, que acabou desbancando a marca de 9,205 bilhões de reais de dezembro do ano passado. O brasileiro segue elegendo a poupança como seu investimento, apesar das mudanças nas regras de remuneração, que diminuíram o rendimento da caderneta das aplicações realizadas a partir de maio de 2012.

Leia também:

Com alta do juro, renda fixa vai atrair investidor

Alta da Selic muda rentabilidade da caderneta de poupança

Continua após a publicidade

Pela nova forma de remuneração, sempre que a taxa básica de juros, a Selic, for igual ou menor que 8,5% ao ano, o rendimento passa a ser 70% da Selic mais a Taxa Referencial (TR). Atualmente, a Selic está em 8,5% ao ano. Quando a taxa básica subir a partir de 8,51% ao ano passará a valer a regra antiga – remuneração fixa de 0,5% ao mês mais TR.

No ano – No ano, até o mês de julho, os depósitos na caderneta superaram os saques em 37,604 bilhões de reais. O volume de janeiro a julho é o maior da série histórica do BC. Até então, o saldo mais robusto dos primeiros sete meses do ano havia sido verificado em 2012, com 23,737 bilhões de reais. Neste ano até o mês passado, os depósitos somaram 802,023 bilhões de reais e os saques, 764,417 bilhões de reais. Com os dados de julho, o saldo da poupança em 2013, já considerando os rendimentos, está em 550,217 bilhões de reais.

Resultado mensal – Assim como ocorreu no mês de junho, uma grande fatia da entrada líquida de poupança em julho foi vista no último dia útil do mês. Em junho, o saldo chegou a representar um terço do total. Desta vez, a participação foi um pouco menor, de 28,79%, mas ainda assim significativa.

Dos 9,331 bilhões de reais captados em no mês passado, 2,687 bilhões de reais ingressaram na caderneta apenas no dia 31. Nessa data, o volume de depósitos foi de 7,666 bilhões de reais e o de retirada, de 4,978 bilhões de reais.

(Com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade
Publicidade