Captação da poupança bate recorde em março e no 1º trimestre

Segundo o BC, os depósitos somaram R$ 108,190 bi ante saques de R$ 102,229 bi no mês passado; no trimestre, saldo positivo é de R$ 10,581 bi

Por Da Redação - 4 abr 2013, 18h00

A caderneta de poupança registrou entrada recorde de recursos para meses de março e para o primeiro trimestre, segundo dados divulgados na tarde desta quinta-feira pelo Banco Central (BC). Os depósitos na poupança superaram os saques em 5,960 bilhões de reais no mês passado, maior valor para o período na série iniciada em 1995. O recorde anterior era de março de 2012, quando a captação líquida de recursos havia somado 2,544 bilhões de reais. Em fevereiro, a poupança já tinha captado 2,32 bilhões de reais.

Março é um mês importante para o poupador: é o fim do período de aperto no orçamento com as contas de início de ano, como IPVA, IPTU, material escolar, férias entre outros gastos extraordinários. Com as contas reajustadas, o saldo positivo acaba depositado na poupança que, mesmo com as novas regras de rendimento que tiveram início em maio do ano passado, continua atraindo investidores. Desde 4 de maio, a poupança rende o equivalente a 70% da taxa Selic mais Taxa Referencial (atualmente zerada). Com os juros básicos a 7,25% ao ano, a rentabilidade da poupança está em 5,07% ao ano.

Leia ainda: Para BC, bancos brasileiros mostram solidez e inadimplência deve cair

Balanço – O resultado de março é decorrente da diferença entre depósitos de 108,190 bilhões de reais e saques de 102,229 bilhões de reais. No trimestre, foram depositados 318,950 bilhões e sacados 308,369 bilhões de reais. Ou seja, os depósitos superaram os saques em 10,581 bilhões de reais nos três primeiros meses, superando o recorde de 4,645 bilhões de reais verificado nos três primeiros meses de 1997.

Publicidade

A captação positiva de recursos, somada aos rendimentos da caderneta, elevaram o saldo total de depósitos de 505,6 bilhões de reais no fim de fevereiro para 513,8 bilhões de reais ao final de março.

(com Estadão Conteúdo)

Publicidade