Clique e assine a partir de 9,90/mês

Câmara só votará reforma da Previdência em 2017, diz Maia

Em entrevista ao jornal 'Folha de S. Paulo', presidente da Câmara afirma que prioridade é votar a proposta de limite dos gastos públicos

Por Da redação - 16 set 2016, 10h50

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou que a reforma da Previdência que será enviada ao Congresso pelo governo de Michel Temer será votada apenas em 2017. Em entrevista publicada pelo jornal Folha de S. Paulo, Maia disse que a prioridade dos deputados é aprovar a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que limita os gastos públicos.

O deputado declarou que, mesmo que o governo consiga enviar o projeto ao Congresso ainda neste mês, o máximo que será possível fazer até dezembro será concluir a análise inicial da proposta, com a aprovação em comissão especial antes de chegar ao plenário.

Se estiver com ela (PEC dos gastos) encerrada na Câmara e encaminhar bem a reforma da Previdência na comissão, acho que terei colaborado muito para o Brasil começar a recuperação econômica”, disse Maia na entrevista. 

A PEC 241 propõe limitar pelos próximos vinte anos o aumento dos gastos públicos de um ano à inflação do ano anterior. A medida é defendida pelo ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, e foi anunciada por ele ainda no primeiro dia do governo interino, em maio.

Continua após a publicidade

(Com Reuters)

Publicidade