Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Caixa liberará R$ 9 bi do FGTS para infraestrutura

Com cenário de juros em queda, governo procura alternativas para ampliar volume de financiamentos de longo prazo, segundo representante da Caixa

Por Da Redação 8 fev 2013, 16h54

A Caixa informou nesta sexta-feira que vai disponibilizar 9 bilhões de reais este ano para investimentos em infraestrutura. Os recursos serão liberados por meio do Fundo de Investimento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FI-FGTS), que, no ano passado, distribuiu 4,4 bilhões de reais entre os setores de energia, portos, rodovias, ferrovias e hidrovias. Desde 2007, quando o instrumento foi criado, os investimentos na área de logística somaram 22,4 bilhões de reais.

Leia também:

Gleisi destaca importância de parceria público-privado em infraestrutura Olimpíada

Rio 2016: Dilma veta isenção a empresas de infraestrutura

O presidente do Comitê de Investimento do FI-FGTS, Jacy Afonso, avaliou, por meio de nota à imprensa, que as perspectivas de investimento para 2013 “são favoráveis”. “O panorama para o setor de infraestrutura em 2013 está em linha com o cenário do setor em 2012, onde a taxa de juros real atingiu mínima histórica impulsionando a emissão de títulos de dívida privada pelas companhias de infraestrutura”, disse.

Além disso, Afonso salientou que o governo tem procurado alternativas para ampliar o volume de financiamentos de longo prazo. “A economia aponta sinais de retomada da trajetória de crescimento e, por fim, vultosos investimentos em infraestrutura estão previstos, como os anunciados pelo Programa de Investimentos em Logística, o que deve impulsionar novos desembolsos do FI-FGTS”, continuou o presidente.

Estão sob análise do FI-FGTS, conforme a Caixa, mais de 20 operações, que representam aproximadamente 5 bilhões de reais em novos investimentos. Vale lembrar que o Programa de Investimentos em Logística do governo prevê investimentos de 133 bilhões de reais nas novas concessões de rodovias e ferrovias. Para o presidente do Comitê, o Fundo tem condições competitivas que podem complementar com outras fontes de financiamento e agregar valor aos relevantes projetos que serão leiloados.

A nota cita ainda que o FI-FGTS avalia que os leilões das novas concessões de rodovias e ferrovias que serão realizados em 2013 são “uma excelente oportunidade” de diversificar as suas aplicações. Os vencedores dessas licitações, conforme o documento, encontrarão ambiente de negociação com o Fundo, que poderá participar dos projetos com financiamento e com participação acionária.

(com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)