Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

BRF elevou preços em até 4,5% no 3º trimestre

De acordo com vice-presidente de Finanças, reajuste foi provocado pelo aumento de custos, que afetou os resultados da empresa no terceiro trimestre

O repasse de preços da Brasil Foods no mercado interno ficou entre 4% e 4,5% no terceiro trimestre, disse nesta terça-feira o vice-presidente de Finanças e de Relações com Investidores da companhia, Leopoldo Saboya, no BRF Day, evento na BM&FBovespa.

O reajuste foi feito em meio a um aumento de custos, que afetou os resultados da empresa no terceiro trimestre. O repasse não conseguiu compensar totalmente a alta nas despesas, especialmente com insumos, como milho e farelo de soja, cujos preços dispararam.

“O mercado interno foi muito bem, fizemos um movimento com evolução de preços entre 4% e 4,5%, mas o custo do produto vendido subiu mais, ainda não conseguimos fazer o ‘offset’ (compensação), a mitigação total do custo”, disse Saboya durante apresentação dos dados.

Ao divulgar nota com os resultados financeiros, a BRF já havia afirmado na segunda-feira que o repasse não havia sido suficiente para compensar a alta de custos. Mas a companhia afirmou também que espera um melhor quarto trimestre.

Balanço – O lucro da BRF, líder nas exportações globais de carne de frango, caiu 75% no terceiro trimestre na comparação com o mesmo período de 2011, informou a empresa na noite de segunda-feira.

A receita líquida da BRF, empresa resultante da incorporação da Sadia pela Perdigão, somou 7,19 bilhões de reais, alta de 14%, enquanto os custos de vendas cresceram 20,9% em relação ao terceiro trimestre, para 5,7 bilhões de reais.

(com Reuters)