Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Brasileiro é o que mais gosta de cantar dentro do carro

O brasileiro é o que mais passa tempo no carro: em média 4 anos e 11 meses

Os brasileiros são os que mais gostam de cantar dentro do carro. Isso é o que mostra pesquisa que mapeia o comportamento dentro do automóvel de populações de cinco regiões do mundo divulgada nesta terça-feira (7) pela Citroën.

No quesito cantar, os argentinos aparecem em segundo lugar, seguidos pelos europeus, chineses e japoneses.

Os argentinos são os que mais beijam – na bochecha ou na boca – alguém dentro do carro: 3.296 vezes ao longo da vida. Os brasileiros aparecem em segundo lugar nesse hábito, seguidos pelos europeus.

Os chineses lideram quando a pergunta é sobre maquiar-se, barbear-se e pentear-se dentro do carro, seguidos pelos europeus. Nessa categoria, os brasileiros aparecem em terceiro lugar.

Os brasileiros são os mais chorões, de acordo com a pesquisa. Em segundo, aparecem os argentinos e depois, os  europeus.

Por outro lado, os brasileiros aparecem em terceiro lugar na categoria fazer amor dentro do automóvel. Esse comportamento é liderado pelos europeus, seguidos pelos argentinos.

De acordo com o estudo, o brasileiro é o que mais passa tempo no carro: em média 4 anos e 11 meses, enquanto os argentinos ficam 4 anos e 3 meses, e os europeus, 4 anos e 1 mês. Dentre os povos pesquisados, o japonês é o que menos utiliza o automóvel, a média é de 2 anos e 3 meses.

A pesquisa feita entre dezembro de 2016 e janeiro de 2017 contou com participação de 501 pessoas, motoristas e passageiros, em todos os estados do país.

“Queremos conhecer melhor a relação das pessoas com o automóvel, suas experiências e o que pensam dentro do carro… Um passo importante, já que somos uma marca inspirada e a serviço de nossos clientes”, explica o diretor de Marketing da Citroën do Brasil, Nuno Coutinho.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Jose Eugenio Bevilaqua

    (Risos) Brasileiro imita aquela fábula do ‘passarinho’ que voava e caiu no…

    Curtir

  2. Antonio HP de Franco

    Nossa!! Como pude viver até hoje sem esta informação? Impressionante!!!

    Curtir