Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Brasil terá investimento de R$ 4 tri até 2017, diz BNDES

Estudo do banco de desenvolvimento mostra que volume é 28% maior do que os investimentos feitos entre 2009 e 2012

Por Da Redação 22 Maio 2014, 16h10

Um estudo do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) avalia que o Brasil poderá receber aproximadamente 4, trilhões de reais em investimentos entre 2014 e 2017. O volume de recursos será aplicado principalmente nas áreas de petróleo e gás, energia, infraestrutura e mobilidade urbana, segundo o levantamento realizado pela Área de Pesquisa e Acompanhamento Econômico do banco. O volume é 28% maior do que os investimentos feitos entre 2009 e 2012.

No estudo anterior, a previsão era de investimentos de 3,98 trilhões de reais. O novo levantamento inclui os planos estratégicos das empresas e não somente os projetos financiados pelo banco. A diferença, segundo o BNDES, é puxada pelo setor de petróleo, que cresceu em 30 bilhões de reais as estimativas de investimentos em relação ao último levantamento, feito em outubro. O setor também é responsável pela alta na participação da indústria no total de investimentos previstos para o período. Aproximadamente 1,5 trilhão de reais será destinado para a área, capitaneada pela indústria de óleo e gás.

Leia mais:

Deputados aprovam aumento do limite de crédito do BNDES

BNDES anuncia programa de R$ 3 bilhões para mercado de capitais

No comunicado divulgado, a instituição destaca ainda os investimentos em mobilidade urbana como “uma área de grande importância para o desenvolvimento econômico e social do país”. A área receberá 89 bilhões de reais. A maior parte, 58% do total, será destinada a projetos de metrôs. Também serão beneficiados projetos de monotrilho (16%) e BRT (13%).O volume representa alta de 83% em relação ao período de 2009 a 2012.

Segundo o BNDES, os investimentos no setor são sustentados pela “retomada da capacidade de investimento dos Estados, explicada, em parte, pelas recentes rodadas de descontigenciamento feita pelo governo federal”. O banco ainda destaca a ampliação nos investimentos privados, via Parceria Público-Privada (PPP).

Continua após a publicidade

Leia também:

BNDES tem lucro de R$ 1,56 bilhão no 1ª trimestre

Comissão aprova MP que autoriza repasse de R$ 30 bi ao BNDES

Empréstimos do BNDES somam R$ 28,5 bilhões no 1º bimestre

Infraestrutura – A área de infraestrutura receberá 575 bilhões de reais, uma alta de 35% na comparação com o último quadriênio. Segundo o levantamento do BNDES, as áreas mais beneficiadas serão de portos e ferrovias, em função do Programa de Investimento em Logística, do governo federal. Nas ferrovias, a previsão é de um volume de recursos da ordem de 57 bilhões de reais, destinados principalmente para expansão da malha, modernização e aumento da capacidade das vias, além de investimentos diretos da Valec.

O estudo também apontou o crescimento nas previsões de investimentos em energia elétrica. No setor, a alta foi de 7 bilhões de reais em novos recursos, chegando a 191,7 bilhões de reais. O principal destino será a área de geração hidrelétrica, com 54,5 bilhões de reais. Também são apontados como grandes atrativos de investimentos os projetos de parques eólicos, com previsão de 43 milhões de reais até 2017.

(Com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês