Brasil tem geração histórica de empregos no 1º semestre

Foram 1,473 milhão de vagas criadas neste período

Por Da Redação - 15 jul 2010, 16h30

No mês de junho, foram 212.952 novos empregos com carteira assinada criados no país, o segundo melhor resultado para o mês

A economia brasileira teve uma geração recorde de empregos formais no primeiro semestre de 2010, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Foram 1,473 milhão de vagas criadas neste período, acima do até então melhor resultado, registrado em 2008, quando foram criados 1,361 milhão de postos de trabalho.

No mês de junho, foram 212.952 novos empregos com carteira assinada criados no país, o segundo melhor resultado para o mês. Nos últimos 12 meses, verificou-se a criação de 2.168.924 postos de trabalho, equivalente à expansão de 6,71% no contingente de empregados formais do país, que hoje tem o contingente de 34.474.339 trabalhadores.

O ministro do Trabalho, Carlos Lupi, prevê que em todo o ano de 2010 sejam gerados 2,5 milhões de empregos formais.

Publicidade

Setores – No primeiro semestre de 2010, seis dos oito setores da economia registraram recorde absoluto neste semestre. Os 25 subsetores expandiram o nível de emprego, com 16 deles apresentando saldos recordes para o período.

Apresentaram recorde os setores de Serviços (490.028), Indústria de Transformação (394.148), Construção Civil (230.019), Comércio (144.135), Serviços Industriais de Utilidade Pública (9.862) e Extrativa Mineral (8.801). Sem recorde, a Agricultura gerou 175.050 e a Administração Pública mais 21.277 novos postos de trabalho.

Publicidade