Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Brasil tem geração de 35,4 mil vagas de trabalho em agosto

Resultado é a diferença entre contratações e demissões com carteira assinada no período, segundo dados do Ministério do Trabalho

Por Da redação - Atualizado em 21 set 2017, 17h12 - Publicado em 21 set 2017, 16h41

O Brasil teve criação de 35.457 vagas de emprego formal em agosto, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgado nesta quinta-feira pelo Ministério do Trabalho. O saldo no mês é a diferença entre admissões e demissões no período. É o quinto mês consecutivo de criação de vagas formais. O saldo acumulado no ano é de 163.417 vagas.

Dentre os setores,  a maior alta foi em serviços, com 23.299 contratações a mais que demissões no período, puxada pelos serviços de ensino (17.532). O setor de serviços é o maior empregador formal do país, com cerca de 44% das vagas. A maior baixa foi registrada na agricultura, com perda de 12.412 vagas.

Apesar da recuperação no mercado de trabalho formal nos últimos meses, o nível de emprego ainda não superou o registrado em novembro do ano passado. A quantidade total de vagas no país foi de 38,5 milhões, ante 38,8 milhões em novembro de 2016. Em agosto do último ano, o saldo era de 39 milhões, e o estoque total era de 41,7 milhões em novembro de 2014.

 

Publicidade