Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Brasil tem fevereiro recorde em produção de veículos

Segundo a Anfavea, foram produzidas 310,7 mil unidades, o maior valor já registrado para o segundo mês do ano

A produção de veículos do Brasil em fevereiro cresceu 18,7% sobre janeiro, atingindo o recorde para o mês. Segundo a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), foram produzidas 310,7 mil unidades. Na comparação com fevereiro de 2010, houve expansão de 24%. Assim, o primeiro bimestre deste ano encerrou com um volume de 572,4 mil veículos, 15,3% maior que o de um ano antes. O recorde anterior de produção para fevereiro havia sido marcado em 2008, quando as montadoras instaladas no país fabricaram 252,8 mil veículos.

No cálculo do dado livre de influência sazonal – isto é, que procura eliminar as influências próprias de determinada época do ano -, a produção nacional de veículos ainda assim teve um acréscimo robusto, de 4,1% em fevereiro sobre o resultado de janeiro, quando foi apurada contração de 2,9% ante dezembro de 2010. Os dados dessazonalizados são da Tendências.

Segundo a consultoria, o movimento acompanha o expressivo desempenho das vendas desses itens no mercado doméstico, o que configura um cenário positivo para o setor (a despeito das medidas prudenciais implementadas pelo Banco Central e o aperto monetário em curso). De todo modo, acrescenta a Tendências, a perspectiva para a produção nacional de veículos nos próximos meses é de tendência moderada de crescimento.

De fato, as vendas de veículos novos em fevereiro, de acordo com a Anfavea, cresceram 12% sobre janeiro, para 274,2 mil unidades. Na comparação com o mesmo mês do ano passado, a comercialização foi 24,1% superior. Nos dois primeiros meses deste ano, o total vendido acumula alta de 19,5%, totalizando 519 mil unidades.

Exportações e importações – No mês passado, as exportações somaram 1,1 bilhão de dólares, com acréscimo de 16,6% sobre janeiro e avanço de 31,4% ante fevereiro de 2010. Já no bimestre, as vendas externas do setor aumentaram 28,7%, para 2,04 bilhões de dólares. Os números incluem máquinas agrícolas. Em unidades, os embarques em fevereiro foram de 64 564 autoveículos, uma ampliação de 20,4% sobre janeiro e incremento anual de 21,5%.

Já a comercialização de veículos importados foi 7,6% superior em fevereiro ante o mês anterior, com alta de 53% ano a ano, para 61,95 mil unidades. Eles responderam por 23% das vendas totais no mercado interno.

Líderes – A Fiat liderou as vendas do setor no mês passado, tendo comercializado 60 737 automóveis e comerciais leves, com crescimento de 29,9% sobre janeiro. Já a Volkswagen – que em janeiro havia superado a montadora italiana e saltado para a primeira posição – apurou vendas de 54 608 veículos, com ligeira queda mensal de 0,34%.

Na sequência, a GM vendeu 12,6% mais entre janeiro e fevereiro, contabilizando 46 329 unidades, enquanto a Ford comercializou 23 646 veículos, volume 3% maior na mesma base de comparação.

As vendas de caminhões pesados, por sua vez, somaram 3 862 unidades em fevereiro, incremento de 23% ante janeiro e avanço de 59,4 por cento em relação a um ano antes.

A Scania vendeu 1 073 unidades em fevereiro, 75,6% mais que no mês anterior. A Volvo comercializou 890 unidades, com crescimento mensal de 39,5%, enquanto a Mercedes-Benz emplacou 951 caminhões pesados, queda de 8,1 por cento sobre janeiro.

(com Reuters)