Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Brasil registra menor expansão do PIB entre países do G-20

Documento divulgado nesta quinta-feira pela OCDE mostra que a China foi o país que mais cresceu no terceiro trimestre deste ano

Por Da Redação 12 dez 2013, 12h14

Um relatório divulgado nesta quinta-feira pela Organização de Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) mostra que o Brasil foi o país que menos cresceu no terceiro trimestre do ano entre os membros do G20. Na última semana, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revelou que o Produto Interno Bruto (PIB) do país registrou retração de 0,5% entre julho e setembro deste ano.

Os dados reforçam a fala do ministro da Fazenda, Guido Mantega, ao comentar o resultado do PIB do terceiro trimestre do Brasil. Na última semana, ele tentou contornar o fato de o Brasil ter sido o país que menos cresceu no grupo do G20 no terceiro trimestre, exaltando o dado do segundo trimestre, quando o país teve expansão de 1,8%, segundo dado revisado pelo IBGE.

Leia também:

OCDE aponta melhora no cenário das principais economias

OCDE mantém previsão de alta de 2,5% do PIB do Brasil em 2013

Continua após a publicidade

PIB do 3º tri distancia ainda mais o Brasil das seis maiores economias

O documento da OCDE mostra ainda que o grupo das maiores vinte economias do mundo, o G20, teve um crescimento médio de 0,9% no terceiro trimestre deste ano, segundo a OCDE. O dado mostra leve expansão do Produto Interno Bruto (PIB) em relação a igual período de 2012, quando a economia do grupo cresceu 0,8%.

No grupo, a China foi a nação que registrou maior expansão econômica, de 2,2% no período, comparada com 1,9% no trimestre anterior. A segunda maior economia foi seguida pela Índia, cuja economia acelerou 1,9% ante a alta de 1,0% do PIB do segundo trimestre.

Já os Estados Unidos, o Reino Unido e o Canadá, tiveram alta de 0,9%, 0,8% e 0,7% no PIB em igual período.

Brics – Entre os emergentes, o México mostrou recuperação ao crescer 0,8% no terceiro trimestre, revertendo a contração de 0,5% nos três meses imediatamente anteriores. A Turquia teve alta de 0,9%. Entre os outros membros dos Brics (grupo formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul), apenas a Rússia não divulgou o dado do terceiro trimestre. A África do Sul cresceu 0,2% apenas no período, abaixo dos 0,8% registrados no trimestre anterior.

Continua após a publicidade
Publicidade