Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Brasil precisa defender câmbio sem inflação, diz Pimentel

Segundo o ministro do Desenvolvimento, o governo está monitorando os níveis entre 1,50 real e 2 reais por dólar para ajudar as indústrias

O governo brasileiro está tentando defender patamares de câmbio que ajudem a competitividade das indústrias locais sem afetar a inflação, disse nesta sexta-feira o ministro do Desenvolvimento, Fernando Pimentel. Embora não exista um “número mágico” para a taxa, o governo está monitorando os níveis entre 1,50 real e 2 reais como a melhor “taxa de equilíbrio” para ajudar as empresas, sem pressionar os preços no mercado doméstico.

Pimentel também falou que o governo poderia continuar a estimular a competitividade brasileira por meio de incentivos locais e restrição do comércio desleal do exterior. “Precisamos defender o mercado brasileiro sem fechar a economia”, disse. As medidas do governo têm como meta apenas as “práticas fraudulentas e injustas”, completou.

Recentemente, o governo brasileiro adotou medidas para desacelerar a entrada de capital de curto prazo de portfólio de investimentos que ajuda a fortalecer a moeda do país, e o BC comprou dólares no mercado local para manter a moeda acima do nível de R$ 1,80 por dólar.

(com Agência Estado)