Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Brasil cria 35,9 mil vagas de emprego formal em julho

Saldo de vagas formais do Cadastro Geral de Empregados é o melhor para o mês desde 2013

O Brasil registrou a criação de 35.900 vagas de emprego formal em julho, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados, do Ministério do Trabalho, divulgados nesta quarta-feira. É o quarto resultado positivo consecutivo e o melhor desempenho para o mês desde 2013. O saldo é a diferença entre 1.167.770 admissões e 1.131.870 desligamentos no período.

Os dados do Caged levam em conta apenas as demissões e admissões feitas pelas empresas. O dado é diferente da taxa de desemprego, que considera a quantidade de pessoas em busca de uma ocupação.

Cinco dos oito setores monitorados pelo Ministério do Trabalho tiveram saldo positivo de vagas no período. As principais influências positivas ocorreram na indústria (12.594 vagas a mais), no comércio (10.156) e nos serviços (7.714). Na indústria, a principal contribuição veio do setor de alimentício, de bebidas e álcool etílico (7.995).

Os setores que apresentaram mais demissões que contratações foram serviços de utilidade pública (saldo de – 1.125 vagas), administração pública (-994) e indústria extrativa mineral (-224).

Entre os estados, o destaque na geração de vagas foram São Paulo (21.805 postos a mais), Mato Grosso (8.085) e Goiás (4.745). Os piores desempenhos foram registrados no Rio de Janeiro (-9.320), Espírito Santo (-1.841) e Mato Grosso do Sul (-1.847).

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Democrata Cristão (Liberdade de Expressão é meu direito CF 88 art 5 e art 220)

    Já é alguma coisa, lembrando que foram 13 anos de destruição da economia pelo PT. O segredo está em baixar impostos, como Trump fez, para geração em massa de empregos.

    Curtir