Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Aço: Brasil estuda medidas coletivas com outros países, diz OMC

Diretor-geral da OMC afirma que país quer chegar a um entendimento com outras nações para tomar decisão coletiva

O diretor-geral da Organização Mundial do Comércio (OMC), Roberto Azevêdo, afirmou nesta segunda-feira, 12, após se reunir com o presidente Michel Temer, que o governo brasileiro não deve, ao menos por ora, recorrer à entidade para questionar a decisão do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de sobretaxar importações de aço e alumínio.

Segundo Azevêdo, o Brasil busca chegar a uma entendimento com outras nações para tomar uma decisão coletiva em relação aos EUA.

“Pelo que pude depreender, o governo brasileiro está em contato com outros países que podem ser afetados por essas medidas para estudar quais alternativas seriam mais adequadas do ponto de vista brasileiro e até coletivo. Eu não sei se há uma determinação neste momento de recorrer ao mecanismo de solução de controvérsias da OMC”, disse Azevêdo a jornalistas.

Azevêdo afirmou que o governo brasileiro “não exclui” a possibilidade de pedir a arbitragem da OMC, mas busca outras alternativas de solução do conflito.

O diretor-geral da OMC afirmou que, no momento, se está no início das articulações. “Acho que nós estamos em um primeiro momento da rodada de negociações e espero muito que esse entendimento frutifique e que nós consigamos evitar uma situação de quiproquó”, disse, ao observar que uma escalada de retaliações seria difícil de reverter.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Já passou da hora de mostrar a Trump que existe um mundo civil e comercialmente responsável ao redor e fora da cabeça dele.
    .
    Que a pobre e desgraçada Coréia do Norte tenha um Kim Jong Un, a gente até entende.
    Mas, os Estados Unidos pagarem o mico de ter um destrambelhado de um Trump na presidência, aí já é demais.
    Já passou da hora de os norte-americanos resolverem este gravíssimo problema.
    Eles que permitiram que um “trump” surgisse em seus domínios e que fosse alçado à presidência. Agora, eles que tratem de domesticá-lo, ou de destruí-lo.
    Para o bem da humanidade.

    Curtir

  2. Até parece o fim da América………..
    Lula e Dima no Brasil, Chavez e Maduro na Venezuela, Correa no Equador, Morales na Bolívia, Trump nos Estados Unidos…….
    Cacilda………!
    E nem precisa falar daqueles distritos tipo El Salvador, Guatemala, Paraguai, Costa Rica, Panamá, C uba, Nicarágua, Haiti,…………..
    Putz !

    Curtir

  3. Já tô com inveja da Argentina……………!
    Durma-se com uma dor desta..!!!!!!!

    Curtir