Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Bradesco anuncia novo corte de juros para pessoas físicas

Reduções foram feitas nas taxas de juros de linhas como cheque especial, consignado e rotativo do cartão de crédito

Por Da Redação - 14 maio 2012, 15h28

O Bradesco anunciou nesta segunda-feira uma nova rodada de corte nas taxas de juros cobradas nas operações de crédito em linhas como cheque especial, consignado e cartão de crédito. As novas taxas valem a partir da próxima semana.

A taxa mensal máxima do cheque especial caiu de 8,90% para 4,70%. Já o juro máximo para utilização do crédito pessoal saiu de 7,31% para 4,70% ao mês, segundo comunicado divulgado pela instituição financeira. No crédito consignado, as taxas máximas de juros ficaram em 2,10%. Os juros menores valem para quem aderir à “Conta Fácil Bradesco”, disponível aos clientes que recebem seus salários pelo banco.

Na nota dirigida à imprensa, o presidente do Bradesco, Luiz Carlos Trabuco Cappi, destaca que a tendência de redução da taxa de juros abre novas perspectivas para o país, resultando em benefícios para toda a sociedade e que podem levar a “um forte ciclo de desenvolvimento econômico e social.”

Segunda rodada – Essa é a segunda rodada de anúncios de cortes de juros por parte dos bancos. A Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil já haviam anunciado medidas semelhantes. Na semana passada, o Itaú foi o primeiro banco privado a anunciar uma nova rodada de cortes de juros.

Publicidade

O BB foi além e também anunciou na última quinta-feira diminuição de taxas de administração de seus fundos. O governo pressiona o setor bancário e estimular o crédito e, consequentemente, elevar o consumo das famílias. Os bancos públicos, porém, têm sido mais agressivos.

Leia mais:

Mercado reduz projeção de Selic para 8% em 2012

Febraban: expansão de 16,2% no crédito é significativa

Publicidade

Novas regras para a poupança viabilizarão a queda dos juros, diz Mantega

(com Reuters e Agência Estado)

Publicidade