Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

BR-163 tem pelo menos sete propostas para leilão

Representantes da Galvão Engenharia e da Triunfo já confirmaram interesse em participar da licitação

Ao menos sete consórcios ou empresas já entregaram proposta nesta segunda-feira para participar do leilão da BR-163 (localizada em Mato Grosso). Segundo a agência Reuters, são dois consórcios e cinco empresas isoladas. Representantes da Galvão Engenharia e da Triunfo já confirmaram a participação dessas companhias no certame.

CCR, Triunfo, Odebrecht, Invepar e Galvão Engenharia entregaram cada uma propostas isoladas para participarem do leilão. Já a Ecorodovias formou consórcio com seis outras empresas, enquanto a Fidens Engenharia, que participou da última licitação de rodovias em setembro, entregou a proposta em consórcio com quatro outras companhias (Via Engenharia, Construtora Barbosa Mello, Aterpa e Carioca Engenharia).

O leilão está marcado para a manhã da próxima quarta-feira, na sede da BM&FBovespa, em São Paulo. O edital de licitação da rodovia prevê concessão de trinta anos. Durante o período, o vencedor terá de prestar serviços de duplicação, recuperação, manutenção, conservação, operação, implantação de melhorias e ampliação da capacidade de 850,9 quilômetros da BR-163. A concessão faz parte da Terceira Etapa – Fase III (lote 6), das Concessões de Rodoviárias Federais, integrante do Programa de Investimentos em Logística (PIL).

Leia também:

ANTT publica edital para concessão da BR-163

Dilma anuncia licitação da BR-163 para novembro

O teto para a tarifa do pedágio é de 0,0927 reais por quilômetro, o que corresponde a 9,27 reais para cada 100 quilômetros. O valor estimado do contrato é de 18,838 bilhões de reais

Leilões – Este é o segundo leilão de trecho de rodovia federal incluído no Programa de Investimento em Logística (PIL). A previsão é que sejam investidos 3,6 bilhões de reais ao longo das obras de duplicação e conservação da rodovia, que devem ser finalizadas em até cinco anos, segundo a presidente Dilma Rousseff.

As concessões de rodovias têm sido motivo de preocupação para o governo federal. Em licitação realizada em setembro, houve um esvaziamento de propostas para a BR-262. Enquanto a BR-050, leiloada no mesmo dia, recebeu oito propostas de empresas, a BR-262 não teve interessados. Até o final do ano, o governo prevê ainda leiloar trechos das BRs 060, 153 e 262 entre o Distrito Federal, Goiás e Minas Gerais. Além da BR-163 (no trecho de Mato Grosso do Sul e BR-040 (MG/DF).

Para o ano que vem devem ser leiloadas as rodovias: BR-101 (BA), BR-116 (MG), BR-153 (GO/TO) e BR-262 (ES/MG).

Leia ainda:

BR-262 é ignorada por investidores e governo se diz ‘surpreso’

Formado por empresas ‘desconhecidas’, consórcio Planalto quer disputar mais um trecho

Entenda o que são as concessões do governo Dilma

Mapa das privatizações de rodovias, portos e aeroportos em 2013

(com agência Reuters)