Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

BP admite culpa por vazamento no Golfo do México

Empresa britânica chegou a um acordo com o Departamento de Justiça dos EUA para resolver fora dos tribunais as acusações criminais relacionadas à explosão da plataforma Deepwater Horizon, no Golfo do México, em 2010

Por Da Redação 15 nov 2012, 14h34

A empresa britânica de petróleo BP anunciou que chegou a um acordo com o Departamento de Justiça dos EUA para resolver fora dos tribunais todas as acusações criminais relacionadas à explosão da plataforma Deepwater Horizon, no Golfo do México, em 2010, que causou a morte de 11 trabalhadores e um dos maiores vazamentos de petróleo de todos os tempos.

A BP admitiu sua culpa no acidente e pagará ao Departamento de Justiça uma indenização de 4 bilhões de dólares, ao longo de cinco anos. O acordo também inclui a solução de um processo da Securities and Exchange Comission (SEC, a CVM dos EUA), com indenizações de 525 milhões de dólares a serem pagas ao longo de três anos. Os acordos dependem de aprovação por um tribunal.

A empresa também anunciou que concordou em tomar medidas adicionais, sob supervisão judiciária, para melhorar a segurança de suas operações no Golfo do México. Como resultado do acordo, a BP vai aumentar sua provisão para indenizações e multas relacionadas ao acidente em 3,85 bilhões de dólares; até o fim de setembro, a empresa havia provisionado um total de 38,1 bilhões de dólares para isso.

Leia mais:

Petrolífera BP deverá pagar multa recorde aos EUA

Alasca multa BP em US$ 255 mi por vazamento de óleo

(com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade
Publicidade